quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Cigano alerta Jon Jones: 'Aqui em cima o negócio é mais embaixo'

Campeão do peso-pesado acha que dono do cinturão dos meio-pesados terá mais dificuldades quando subir de categoria no Ultimate

>> Siga o Site no Twitter: @DentrodoRingue
>> Siga o Site no Facebook.com/DentrodoRingue

Jon Jones já declarou diversas vezes que pretende subir de categoria. Na semana passada, ele foi além e estipulou que isso será feito no fim de 2013. Atual campeão do peso-pesado, Junior Cigano acredita que Jones terá mais dificuldades para lutar entre os gigantes do Ultimate. Se ainda for o detentor do cinturão até, o brasileiro garante que não recusaria o duelo, mesmo tendo bom relacionamento com o americano.

- Todo mundo quer ver boa luta. Tanto o Jon Jones quanto eu proporcionamos boas lutas para o UFC. Ele vai subir (de divisão) mesmo, como já declarou. A dos pesos-pesados é a mais difícil e perigosa. Aqui em cima o negócio é mais embaixo. Espero que ele esteja preparado e, se me desafiar, vou dar meu máximo para parar ele - disse Cigano durante entrevista coletiva no CT Joaquim Grava, do Corinthians.

Junior Cigano em entrevista coletiva no Corinthians (Foto:Amanda Kestelman/SporTV)

Junior Cigano atendeu a imprensa para falar da preparação para a sua luta contra Cain Velásquez, no dia 29 de dezembro, em Las Vegas (EUA). Entretanto, o campeão do Ultimate acabou abordando diversos assuntos, como TUF Brasil II, Alistair Overeem e muito mais. Confira os principais trechos:

Cain Velásquez


"Quando conquistei o cinturão, foi conta ele. Foi uma luta bastante rápida, não pude ver muito do jogo dele, mas já o estudei bastante. Temos uma ideia do jogo que ele pretende usar para essa luta. (...) Não gosto de ficar parado. Quando para é complicado. Estava na Bahia, nos Estados Unidos também, o treino especifico para o Cain começou aqui no Corinthians. A parte final vai ser em Salvador, onde estou acostumado. O ar de lá faz bem. No Corinthians está sendo bom, me ofereceu estrutura ótima, tem tradição com esporte e sabe cuidar dos seus atletas".

Treinos de wrestling
"Procurei treinar, sim. O americano é bom de wrestling, a experiência que eu tive em trazer esses caras não foi como eu esperava e preferi fazer o treino com nosso próprio time. Ramon Lemos, Luiz Dorea estão puxando os treinos. O wrestling está bom. Ele vai querer encurtar, me derrubar e fazer bem o ground and pound. Vou me defender e esse é meu objetivo".

O que não pode faltar na bagagem
"Não pode faltar confiança, coragem, determinação. A vitória e a derrota caminham juntas. Vai do quanto você quer uma ou a outra. Você tem que querer muito a vitória para conquistar. Pelo menos mais do que seu oponente".

Cigano faz cara de mau próximo ao campo de futebol (Foto:Amanda Kestelman/SporTV)

Vingar a derrota de Pezão para Velásquez

"Nunca vinguei ninguém. Frank Mir e o próprio Cain tinham vencido o Rodrigo (Minotauro). Ele é uma inspiração para mim, além de eu ser um grande fã. Acho que ele pode fazer as coisas dele. No meu caso, sempre tento mostrar o meu melhor para conquistar o meu caminho. Meu objetivo era conquistar o cinturão e estou com ele. Sobre o Pezão, ele perdeu. Cain foi muito bem usando o ground and pound que é o que ele sabe fazer".

Overeem e a declaração de que Cigano tem medo dele
"O cara é um showman, só fala besteira. Procura um jeito de aparecer. Como foi afastado por doping, uma vergonha como um atleta profissional, tem que aparecer de algum jeito. Infelizmente, no nosso esporte quem fala mais ganha um espaço. A galera gosta daquele esquenta que dá na provável luta. Não tenho muito a dizer sobre esse cara. Se ele for aprovado pela comissão atlética, a hora dele vai chegar".

Disputar boxe nas Olimpíadas
"Não penso. Minha principal modalidade é boxe, mas, se um dia eu fosse me testar, seria no boxe profissional. Ir atrás do campeão".

Jon Jones
"Não escolho adversário. Estou tendo oportunidades maravilhosas, quem desafiar meu cinturão, eu estou pronto para vencer. Todo mundo quer ver boa luta. Tanto o Jon Jones quanto eu proporcionamos boas lutas para o UFC. Ele vai subir (de divisão) mesmo, como já declarou. A dos pesos-pesados é a mais difícil e perigosa. Aqui em cima o negócio é mais embaixo. Espero que ele esteja preparado e, se me desafiar, vou dar meu máximo para parar ele"

Daniel Cormier
"É o campeão do Strikeforce, é diferenciado. É até baixo para a categoria (tem 1,80m). É um excelente wrestler, treina com o Cain. Acho que, quando vier para o UFC, vai ser um bom adversário. Eu, me considerando o número 1 do mundo, o Cain Velásquez é o numero 2".




Segredo para manter sequencia de vitórias
"Tenho uma derrota que foi uma das coisas mais importantes da minha carreira. Vivo um momento de muita felicidade. Isso me trás motivação, me empenho cada vez mais em ser quem eu sou. Quero que as coisas continuem indo nesse caminho. Meu sonho agora é quebrar recordes, continuar com meu cinturão e mantê-lo por muito tempo".

TUF Brasil II
"Werdum não é meu rival, é mais um na fila querendo o cinturão. Minotauro é minha inspiração, sou um grande fã. Ele me ajudou nos meus treinos, vai à Bahia me ajudar. Achei essa escolha muito boa para esse próximo show. Mais uma vez a Globo vai quebrar os recordes no horário. Brasileiro adora ver o Minota. Ele tem muito a ensinar, eu vivi tudo isso. Vai passar muita coisa boa para os atletas. Werdum também é um grande atleta, experiente. A escolha do UFC foi boa".




Por:Amanda Kestelman/SporTV

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More