segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Rory MacDonald 'carimba' a volta de BJ Penn ao UFC com vitória unânime

Revelação canadense se aproveita de juventude, ritmo de luta e maior envergadura para vencer por pontos o legendário havaiano em Seattle

>> Siga o Site no Twitter: @DentrodoRingue
>> Siga o Site no Facebook.com/DentrodoRingue

A aguardada volta da lenda havaiana BJ Penn ao UFC não foi como os seus fãs esperavam. Mesmo estando em ótima forma, a aposentadoria e a distância de mais de um ano do octógono - sua última luta foi a derrota para Nick Diaz no UFC 137, em outubro de 2011 - cobrou o preço ao ex-campeão dos leves e dos meio-médios. Diante de um adversário mais jovem, com ritmo de luta e com mais altura e envergadura, Penn teve dificuldade para assumir o controle do combate, e acabou dominado pela revelação canadense Rory MacDonald, que venceu o "duelo de prodígios" por decisão unânime dos juízes (30-26, 30-26 e 30-27). Essa foi a 14ª vitória de MacDonald na carreira, e a nona derrota de BJ Penn.

Após o combate, antes de analisar a luta, Rory MacDonald pediu publicamente uma revanche contra Carlos Condit, o único a tê-lo derrotado até hoje.

Rory MacDonald castigou o veterano BJ Penn no UFC Henderson x Diaz (Foto: Getty Images )

- Para o cara que me humilhou alguns anos atrás, eu peço a revanche a Carlos Condit. Vamos fazer essa luta de novo, na minha casa. Sobre hoje, toda luta é importante, e deixando toda a provocação de lado, lutar contra BJ Penn é demais. Ele é meu ídolo, mas quando entro no octógono, eu quero vencer quem quer que seja. E foi o que eu tentei fazer. Procurei fical calmo, escolher a hora de aplicar os golpes. BJ é perigoso e eu tinha que fazer as coisas certas. Não podia me arriscar, e felizmente deu tudo certo - disse MacDonald após a luta.

O primeiro round começou com BJ Penn tomando a iniciativa do combate, e MacDonald usando a maior força física para pressionar o havaiano nas grades. O americano era nitidamente menos ágil que o canadense, e não conseguia evitar os chutes altos d os golpes rápidos que entravam em sua guarda com frequência. A 2m15s do fim do round, Penn encurtou a distância e tentou levar a luta para o chão, sem sucesso. A 45s do fim do round, MacDonald acertou um soco cruzado de esquerda que balançou o havaiano, seguido de um chute de esquerda que deixaram o ex-campeão desequilibrado. Mais rápido, o canadense dominava o combate e escolhia os golpes que queria aplicar.

O panorama não se alterou no segundo round. Dominando o duelo e não sendo incomodado por BJ Penn, MacDonald mostrava-se confortável com o ritmo da luta, e nem mesmo os golpes rápidos de BJ Penn mudavam a disposição do canadense. Um chute na linha de cintura e uma sequência de socos alternando entre cabeça e tórax minavam o havaiano, cujo olho esquerdo já apresentava um ferimento. Tranquilo no octógono, MacDonald brincava com o americano, recebendo vaias do público de Seattle, totalmente favorável ao compatriota. A 20s do fim do round, o canadense levou a luta para o chão e manteve-se por cima até soar a sineta.

O terceiro round trouxe BJ Penn nitidamente fragilizado fisicamente, com muitos ferimentos no rosto. Mesmo assim, o havaiano encurtou a distância e tentou levar a luta para o chão. MacDonald defendeu a queda e buscou golpear o rosto do adversário. O americano travou a luta e ficou com as costas nas grades até o árbitro Herb Dean separar os lutadores. Inteiro fisicamente, o canadense alternava chutes e jabs, castigando ainda mais BJ Penn e marcando pontos. Confiante, MacDonald baixava a guarda e oferecia o rosto ao americano, que não conseguia aproveitar as chances dadas. Com a luta dominada, o canadense controlou os segundos finais do combate para garantir a vitória




Fonte:SporTV

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More