quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Dana White 'duvida' que Pedro Nobre volte ao UFC após 'No Contest' em SP

Presidente do Ultimate volta a dizer que brasileiro é 'ator', e imprensa americana noticia demissão do lutador da Brazilian Top Team


>> Siga o Site no Twitter: @DentrodoRingue
>> Siga o Site no Facebook.com/DentrodoRingue

Pedro Nobre no dia seguinte à luta com Iuri Marajó
(Foto: Reprodução / Twitter)

Nem a ida ao hospital e sua saída usando um colar cervical convenceram Dana White, presidente do UFC, sobre a gravidade dos golpes aplicados por Iuri Marajó em Pedro Nobre no UFC São Paulo, no último sábado. O dirigente voltou a chamar o lutador da Brazilian Top Team (BTT) de "ator" e disse duvidar que ele volte a se apresentar pela organização.

A luta entre Nobre e Marajó foi interrompida e declarada um "No Contest" (luta sem resultado) após o segundo desferir aparentes socos na nuca e cotoveladas na coluna cervical. Na ocasião, White, que não veio ao Brasil para o evento, escreveu no Twitter que o lutador carioca merecia um Oscar pela atuação. Nobre foi para o Hospital Santa Catarina, ficou sob observação até 4h da madrugada e saiu usando um colar cervical.

Dana White, todavia, não se impressionou.

- Acho que ele é um ator fantástico. Você ouviu que ele está andando pelo Brasil com uma proteção no pescoço? Eu já vi alguns lutadores... Deixa para lá - disse o dirigente num bate-papo com jornalistas após a coletiva de imprensa do UFC 158, em Montreal, na quarta-feira.

Indagado se Nobre receberia uma segunda chance na organização, White foi seco:

- Eu duvido.

Iuri Marajó ataca Pedro Nobre de cima no UFC São Paulo (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)

Mais tarde, o site americano "MMA Junkie" publicou que havia confirmado com fontes próximas ao UFC que Nobre havia sido cortado da organização. A assessoria de imprensa do Ultimate no Brasil, porém, não confirmou a notícia, nem a assessoria da BTT.

Na quarta-feira, também foram divulgadas as suspensões médicas do UFC São Paulo. Diego Nunes, Wagner Caldeirão e CJ Keith receberão as maiores suspensões, de até seis meses. Pedro Nobre recebeu 60 dias de suspensão, sem treino de contato por 45 dias, assim como Thiago Tavares e Michael Bisping.



Fonte:SporTV

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More