quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Jason viaja aos EUA para treinar e pensa no futuro: 'Meu foco é o Aldo'

Peso-pena não se importa com demora em anúncio de luta: 'Não estou apreensivo. Quanto mais tempo, mais preparado e experiente vou estar'


>> Siga o Site no Twitter: @DentrodoRingue
>> Siga o Site no Facebook.com/DentrodoRingue

De contrato renovado com o Fortaleza até o fim de 2013 e com outros patrocínios já adiantados, Rony Jason vive a melhor fase da carreira e quer dar continuidade a ela com mais uma vitória na próxima luta. O UFC, no entanto, ainda não anunciou contra quem e quando o campeão do primeiro TUF Brasil no peso-pena vai retornar ao octógono. Se depender dele, não importa quem será seu adversário. O foco está lá na frente, no cinturão da categoria, hoje nas mãos de José Aldo, que por sua vez tem como próximo desafio o americano Frankie Edgar no UFC 156:

Rony Jason vem de um 'Nocaute da Noite' sobre Sam Sicilia no UFC Rio III (Foto: André Durão / GE.com)

- Não tem isso não. O que vier para mim está bom. Eu treino para o cinturão, meu foco é o José Aldo, treino para um dia lutar contra ele. Não tem muita diferença quem eu vou pegar agora. Pode ser besteira, mas às vezes ganho de uma pessoa, que ganha de outra, e essa outra ganha de mim. Às vezes o jogo não casa. Posso lutar contra um top 9 e perder, e talvez eu ganhe se lutar contra o segundo do ranking. Por isso que a gente treina tão focado no rival específico.O que vier para mim (agora) está bom. Eu treino para o cinturão, meu foco é o José Aldo, treino
para um dia lutar contra ele"
Rony Jason

O lutador da Team Nogueira normalmente se prepara para os combates no Rio de Janeiro, mas desta vez seu camp será todo nos Estados Unidos. A ideia é aprimorar o wrestling (luta olímpica):
- Pela primeira vez vou fazer meu camp fora do Brasil. Espero ter um resultado positivo. Quando o Patricio (Pitbull) voltou dos Estados Unidos, estava em outro nível. Treinei com ele e me senti um faixa-branca. Lá vou aprimorar principalmente meu wrestling. Os caras lá são "bitolados". Eles (americanos) podem não ter o mesmo talento que os brasileiros, mas a gana é maior, o que os torna caras completos.

Apesar da demora do UFC em anunciar uma luta para Jason, o cearense garante que não está incomodado com isso e toma para si apenas os pontos positivos:

José Aldo é o atual detentor do cinturão peso-pena
do Ultimate (Foto: Wagner Bordin / SporTV.com)

- Não estou apreensivo. Quanto mais tempo, mais preparado, experiente e maduro vou estar. Quero lutar, mas não deixo de treinar. Estou focado nos treinos e antes de março devo estar lutando. Tudo tem o lado positivo e o lado negativo. Tenho tempo para fechar mais contratos e divulgar meu trabalho, estou fechando com alguns patrocinadores. Pedi para lutar no Japão (no evento de 3 de março, que terá Wanderlei Silva x Brian Stann), sonho de qualquer lutador, pois é o berço do MMA, mas infelizmente já estava fechado o card.

Antes de pensar no Ultimate, Rony Jason está focado em ajudar o amigo Patrício Pitbull, que desafia o americano Pat Curran pelo cinturão peso-pena do Bellator no evento que será realizado no próximo dia 17, em Irvine, na Califórnia. O campeão do TUF Brasil estará no córner do parceiro de Team Nogueira durante o combate e viaja ao lado dele para os EUA no dia 12.





Por:Ivan Raupp/SporTV

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More