sábado, 2 de fevereiro de 2013

Treinador brasileiro bota fé em Edgar: 'José Aldo só vence se nocautear'

Ricardo Cachorrão diz que americano 'tem jogo perfeito para dar trabalho a Aldo' e que encontrou buracos no jogo do campeão na luta contra Hominick

>> Siga o Site no Twitter: @DentrodoRingue
>> Siga o Site no Facebook.com/DentrodoRingue

O brasileiro Ricardo "Cachorrão" Almeida, ex-lutador do UFC e membro da equipe de Renzo Gracie em Nova Jersey (EUA), estará do lado de Frankie Edgar no combate principal do UFC 156, neste sábado, em Las Vegas. Ele trabalha com o ex-campeão dos leves há vários anos e acredita muito na vitória do pupilo contra José Aldo, atual campeão dos penas. Para Cachorrão, o manauara só pode ganhar de uma maneira:

- O Aldo tem um pouco daquela coisa do Anderson Silva, a gente nunca sabe o que vai acontecer. E acontece coisa tão rápido ali na luta... O que posso dizer é o seguinte: se o Aldo não nocautear o Frankie no primeiro round, eu não vejo ele conseguir lutar cinco rounds. Acho que é por isso que ele está se apegando tanto a esse nocaute, porque o Aldo só vence o Frankie se nocautear.

Ricardo Almeida, o "Cachorrão", treina Edgar em Nova Jersey (Foto: Ivan Raupp/Globoesporte.com)

Cachorrão enalteceu as maiores qualidades de Frankie Edgar, chamado por muitos de "Rocky Balboa do MMA", e contou ter encontrado buracos no jogo de José Aldo analisando a luta do brasileiro contra o canadense Mark Hominick, no UFC 129:

- O Frankie é um cara que tem bastante gás e queixo duro. Mas nunca se sabe. Uma coisa é você ter um queixo duro contra socos, outra contra joelhadas, ponto forte do Aldo. Apesar de o Aldo ser um grande campeão, sem tirar nada dele, acho que o Frankie, pela garra e pela experiência dele, tem o jogo perfeito para dar trabalho ao Aldo. Analisamos a luta contra o Hominick, que na minha opinião o Aldo dominou, mas ali a gente conseguiu ver alguns buracos no jogo do Aldo. Dizem que ele estava doente, por isso cansou no final. Vamos ver, né?

Para Cachorrão, Edgar (E) tem o jogo perfeito para
bater José Aldo (Foto: Divulgação / UFC)

Nascido e criado no Rio de Janeiro, o treinador de jiu-jítsu não vê problema em comandar um americano contra um brasileiro. Se Edgar vencer, será um cinturão a menos na conta do Brasil, que ficaria somente com Anderson Silva (médios) e Renan Barão (interino dos galos) como campeões. Mas são ossos do ofício:

- Não vejo como se eu estivesse tirando do Brasil, apesar de o Aldo ser brasileiro. Conheço a rapaziada da Nova União desde a época em que eu lutava campeonato de jiu-jítsu contra eles. Se for voltar às raízes mesmo, para mim é Gracie Barra x Nova União (risos). Tenho a maior admiração pelo Dedé (Pederneiras). E para mim é uma honra poder lutar contra eles. Eu não vejo isso como Brasil x Estados Unidos. O nosso time mesmo tem muita brasileiro, eu, Renzo, o Edson Barboza, o Gregor e o Igor, sobrinhos do Renzo, o Marlon e o Anderson, que vieram com o Edson. Não tem nada contra o Brasil.

O UFC 156 será realizado na noite deste sábado, em Las Vegas (EUA), e terá transmissão ao vivo e na íntegra do canal Combate, a partir das 21h (de Brasília). O SPORTV.COM acompanha tudo em Tempo Real, e a TV Globo, por força de contrato, transmite as principais lutas com atraso, somente a partir de 3h.

UFC 156
2 de fevereiro de 2013, em Las Vegas (EUA)

CARD PRINCIPAL
José Aldo x Frankie Edgar
Rashad Evans x Rogério Minotouro
Alistair Overeem x Antônio Pezão
Jon Fitch x Demian Maia
Joseph Benavidez x Ian McCall

CARD PRELIMINAR
Gleison Tibau x Evan Dunham
Tyron Woodley x Jay Hieron
Jacob Volkmann x Bobby Green
Yves Edwards x Isaac Vallie-Flagg
Chico Camus x Dustin Kimura
Edwin Figueroa x Francisco Rivera




Fonte:SporTV

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More