quinta-feira, 11 de abril de 2013

No Brasil, Bruce Buffer canta 'Ah lelek' e conta como conheceu Royce Gracie

Locutor, que participou de palestra em São Paulo nesta semana, mostra como anunciaria jogadores brasileiros e final da Copa do Mundo de futebol

>> Siga o Site no Twitter: @DentrodoRingue
>> Siga o Site no Facebook.com/DentrodoRingue

A "voz do octógono", Bruce Buffer, não foge de desafios. O announcer oficial do UFC esteve no Brasil nesta semana para participar de uma palestra com Wanderlei Silva e Rodrigo Minotauro e foi convidado pelo SporTV a se arriscar anunciando os nomes de craques do futebol brasileiro, como Ronaldinho Gaúcho e Neymar. Buffer, que além de anunciar eventos é praticante de artes marciais, empresário e jogador de pôquer, foi além: mostrou como anunciaria uma final de Copa do Mundo de futebol no Brasil e até cantou o refrão do "Passinho do Volante", sucesso do MC Federado e os Leleks, que Anderson Silva tanto gosta de dançar. (Veja no vídeo ao abaixo).


A visita de Buffer ao Brasil também tem como objetivo promover sua autobiografia, "It's Time!" Segundo o locutor americano, um acordo com uma editora brasileira está fechado e a versão em português chega ao Brasil em torno de agosto.

Segundo Bruce Buffer, seu livro tem capítulo só sobre as mulheres de sua vida (Foto: Reprodução)

O livro conta vários "causos" dos 17 anos de carreira de Buffer como voz oficial do UFC, mas também outros ocorridos quando ainda era desconhecido dos fãs de MMA. Numa delas, adiantada ao SporTV, o locutor lembra o dia em que conheceu a lenda Royce Gracie, dois anos antes do primeiro UFC.

- Em 1991, eu treinava kickboxe, fui a um dojô em Torrance, na Califórnia, e conheci um homem novo e magro chamado Royce Gracie, que me chamou para um quarto, fechou a porta e pediu para que eu arrancasse sua cabeça. Trinta segundos depois, eu estava engasgando, procurando ar. Ele me colocou no chão e (me finalizou) com um estrangulamento. Ele levantou e falou, ‘Viu como é bom não levar uma porrada na cara?' Aí, quando o Royce surgiu em 1993 (no primeiro UFC), disse para mim mesmo, ‘Esses lutadores não fazem ideia do que está para acontecer com eles’.

Buffer também contou que foi nos bastidores que surgiu seu bordão principal, "It’s time" ("Está na hora", em português).

- Os atletas se preparam por 10 semanas, no dia da luta esperam até seis horas sentados. Quando chega o evento principal, para mim, para eles e para quem está assistindo, Está na hora! - explicou.



Fonte:GloboEsporte

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More