segunda-feira, 6 de maio de 2013

Yamauchi assina com Bellator e manda recado : 'Não vou só para me divertir'

Jovem brasileiro nascido no Japão é obstinado, treina artes marciais desde a infância e abandonou a faculdade para mirar sonho de ser campeão no MMA

>> Siga o Site no Twitter: @DentrodoRingue
>> Siga o Site no Facebook.com/DentrodoRingue

O jovem brasileiro Goiti Yamauchi foi anunciado recentemente pelo Bellator como um de seus novos lutadores na divisão dos pesos-penas. O curitibano de 20 anos de idade ainda não tem estreia prevista e não deve participar do próximo GP da categoria, que dá ao vencedor uma chance de disputar o cinturão, mas mostra determinação ao comentar sua contratação.

Foto Patrick Formosinho / Dentro do Ringue 


- Apesar de levar uma luta de cada vez, não vou para a América só para me divertir. Vou por um cinturão de campeão. Sinto que serei o próximo campeão mundial do Bellator - afirmou Yamauchi, em entrevista ao site americano "MMA Junkie".

O garoto não está mesmo de brincadeira. Filho de brasileiros, Yamauchi nasceu no Japão e veio para o Brasil aos 3 anos de idade. A família foi morar em Curitiba, e o garoto começou a demonstrar interesse nas artes marciais mistas ainda na infância. Aos 9 anos, entrou no jiu-jítsu; aos 13, foi para o muay thai; aos 14, começou no boxe, e, aos 15, se iniciou na luta olímpica. Com essa mesma idade, já começou a lutar MMA como amador, e virou profissional aos 17. Ele já tem 14 vitórias em 15 lutas oficiais, sendo 12 vitórias por finalização.


Obstinado, Yamauchi largou a faculdade e uma busca por um emprego para perseguir seu sonho de ser campeão no MMA.

- Eu treino pelo menos três vezes por dia, sem mencionar um período de repouso, então não há muito tempo para faculdade na vida de um lutador profissional. Eu sempre fui lutador. Minha família sempre me apoiou. Nós não somos ricos, mas não somos pobres também. Eles me mantiveram em boas escolas, e eu fiz meus sacrifícios ao não participar de diversões juvenis para seguir trabalhando em busca de meus objetivos - disse o curitibano.

O apoio familiar vai até dentro do cage. Seu primo Shyudi Yamauchi é um de seus parceiros de treino e o tio Ossamu Yamauchi é o seu treinador principal. Apesar de confiar no trabalho desenvolvido em Curitiba, Goiti estuda fazer um período de treinos nos EUA antes de sua estreia no Bellator.

- Não acredito em ter talento. Se eu tenho algum talento, é minha força de vontade e determinação. Sempre dou o meu melhor e mantenho a cabeça fria. Estou confiante que vou alcançar o topo da minha classe de peso - concluiu.



Fonte:SporTV

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More