domingo, 22 de setembro de 2013

Gustafsson queda americano pela 1º vez, mas Jon Jones vence e bate recorde de defesas do título até 93kg

Gustafsson quebra mitos, mas Jon Jones vence no sufoco em grande luta

>> Siga o Site no Twitter: @DentrodoRingue
>> Siga o Site no Facebook.com/DentrodoRingue

Não tem altura ou envergadura que pare Jon Jones. Mas foi por pouco. Mais alto e com alcance parecido com o dele, Alexander Gustafsson foi um teste novo nesse sentido para o campeão e tentou a sorte no UFC 165, na madrugada deste domingo, em Toronto (Canadá). Em suma: deu muito trabalho. Muito bem na trocação e na defesa de quedas, o sueco ainda quebrou mitos ao fazer Jones sangrar e conseguir derrubá-lo, dois fatos até então inéditos. No entanto, "Bones" encontrou forças para também fazer uma grande luta e no fim das contas venceu por decisão unânime dos jurados (48 a 47, 48 a 47 e 49 a 46), batendo o recorde de defesas de cinturão na categoria dos meio-pesados (até 93kg) do Ultimate. Ele chegou a seis defesas, enquanto Tito Otiz tem cinco.

- Esta noite foi chocante em todos os sentidos. Eu não estou satisfeito com o jogo que eu fiz - disse o americano após a luta, chateado com seu desempenho no octógono.

Gustafsson não se intimidou e partiu para o ataque logo no início, acertando chutes baixos e diretos na linha de cintura. Jones encaixou um chute rodado no abdômen do rival. O sueco acertou um cruzado que abriu um pequeno sangramento acima do olho direito de Jones. Gustafsson voltou a inovar e impôs ao americano a primeira queda na carreira. Jones se levantou rápido e, na hora de se defender, botou o dedo no olho do adversário, aparentemente sem intenção, sendo advertido pelo árbitro. Após rápida pausa, os dois voltaram ao embate, e Jones apertou o passo no fim com boas cotoveladas em pé.

Jon Jones (à direita) e Alexander Gustafsson fizeram grande duelo (Foto: Agência Getty Images)

No segundo round, Gustafsson catou a perna de Jones num chute e aplicou uma bela rasteira. Jones se levantou e perseguiu o rival pelo octógono para quedá-lo, mas não conseguiu. O americano acertou bom jab. Em seguida, veio um chute alto no rosto. Jones tomou outra rasteira, mas girou rápido e quase derrubou Gustafsson. O sueco cansou um pouco, enquanto Jones passou a encontrar mais a distância.

Os dois abriram o terceiro assalto batendo canelas ao cruzarem chutes baixos. Jones acertou mais um chute de esquerda na cabeça do oponente. Gustafsson soltou uma sequência de jabs e diretos, mas a maioria ficou na defesa. O americano encaixou uma cotovelada rodada, e o sueco foi para as costas no finzinho.

Gustafsson aumentou o ritmo e seguiu muito bem em pé, com vários golpes entrando. Em um momento de esperteza, ele pendulou para um cruzado de Jones e encaixou outro no rosto do campeão. O sueco castigou o machucado do americano e fez o sangramento aumentar. Mas Jones acertou ótima cotovelada rodada e o balançou. Ele percebeu o momento e foi atrás do rival, que estava prestes a ser nocauteado com os golpes e acabou salvo pelo gongo.

campeão com um sangramento acima do olho direito: fato inédito (Foto: Agência Getty Images)

Jon Jones voltou a buscar as cotoveladas no quinto round e, com cerca de dois minutos, conseguiu a queda. O sueco encontrou forças e se levantou em seguida. O americano soltou outros dois chutes fortes no rosto do oponente. Gustafsson tentou surpreender com uma cotovelada rodada, arma do campeão, mas passou no vazio. Nos instantes finais, com o sueco bem cansado, Jones soltou mais chutes altos.

- É uma honra para mim lutar contra o campeão, e ele é campeão por um motivo. Foi muito difícil. Eu queria agradecer a todo mundo, ao meu time, a todos vocês que estão aqui. É por vocês que nós treinamos mais duro - afirmou Gustafsson após o duelo.

Aos 26 anos, Jon Jones agora tem um cartel de 19 vitórias e uma derrota, que ocorreu por desclassificação, em 2009. Nas defesas de cinturão anteriores, havia batido Rampage Jackson, Lyoto Machida, Rashad Evans, Vitor Belfort e Chael Sonnen. Já Gustafsson, que vinha de seis triunfos consecutivos, sofreu o segundo revés em 17 combates até hoje.

Veja todos os resultados do UFC 165:

CARD PRINCIPAL

Jon Jones venceu Alexander Gustafsson por decisão unânime dos jurados
Renan Barão venceu Eddie Wineland por nocaute técnico no segundo round
Brendan Schaub venceu Matt Mitrione por finalização no primeiro round
Francis Carmont venceu Costa Philippou por decisão unânime dos jurados
Khabib Nurmagomedov venceu Pat Healy por decisão unânime dos jurados

CARD PRELIMINAR
Myles Jury venceu Mike Ricci por decisão dividida dos jurados
Wilson Reis venceu Ivan Menjivar por decisão unânime dos jurados
Stephen Thompson venceu Chris Clements por nocaute no segundo round
Mitch Gagnon venceu Dustin Kimura por finalização no primeiro round
John Makdessi venceu Renée Forte por nocaute no primeiro round
Michel Trator venceu Jesse Ronson por decisão dividida dos jurados
Alex Caceres venceu Roland Delorme por decisão dividida dos jurados
Daniel Omielanczuk venceu Nandor Guelmino por nocaute no terceiro round




Fonte:Combate

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More