domingo, 22 de setembro de 2013

Renan Barão nocauteia Wineland com chute rodado e desafia Dominick Cruz

Brasileiro mantém título interino dos galos com bela vitória e avisa: 'Esse cinturão é meu! Não sai. Que venha Dominick Cruz! Que venha qualquer um'

>> Siga o Site no Twitter: @DentrodoRingue
>> Siga o Site no Facebook.com/DentrodoRingue

Com ou sem a esperada luta contra Dominick Cruz, Renan Barão mostrou que merece ser o campeão linear do Ultimate. O potiguar derrotou o ex-campeão do WEC Eddie Wineland por nocaute técnico no coevento principal do UFC 165, na noite deste sábado, em Toronto (Canadá), e chegou à segunda defesa do cinturão interino dos galos (até 61kg). Enquanto isso, Cruz já passou de dois anos sem lutar por causa de seguidas lesões e conta com grande paciência por parte da organização. O presidente Dana White já tinha avisado que, se o americano não voltar até o início do próximo ano para enfrentar Barão, vai tirar dele o cinturão e entregá-lo para o brasileiro. Com muito atraso, diga-se de passagem, muito justo e merecido.

- Esse cinturão é meu! Não sai. Que venha Dominick Cruz! Que venha qualquer um! - gritou Barão, que dedicou a vitória ao falecido pai do amigo Breno Brígido.

Renan Barão faz dancinha ao comemorar vitória sobre Eddie Wineland (Foto: Agência Getty Images)

Barão foi o primeiro a acertar um golpe com um chute baixo. Com uma rápida movimentação, Wineland foi atrás do rival e encaixou ótimo direto no rosto. O brasileiro tentou a queda, não conseguiu e foi colocado com as costas na grade. Depois, chutou alto e se desequilibrou. Barão acertou alguns chutes baixos e levou um direto na linha de cintura.

O campeão voltou mais aceso para o segundo round e logo encaixou um chute rodado no rosto de Wineland, que na hora tentava se abaixar. O americano sentiu o golpe e cambaleou. Barão foi para cima e liquidou a fatura com uma sequência de socos. O árbitro interrompeu o duelo com apenas 35 segundos do assalto.

Brasileiro acerta bom golpe de direita no adversário (Foto: Agência Getty Images)

- Eu até deixei de praticar esse chute nos treinos porque machuca muito. Mas sempre gosto de fazer na luta - confidenciou o campeão interino após o duelo.

Aos 26 anos, Renan Barão agora tem um impressionante cartel de 31 vitórias, uma derrota (em sua primeira luta de MMA profissional) e um "no contest" (sem resultado). Já Wineland, de 29 anos, sofreu o nono revés em 30 combates na carreira.

Brendan Schaub aplica triângulo de mão invertido e ‘apaga’ Matt Mitrione


Na tensa encarada na última sexta-feira, após a pesagem oficial do UFC 165, os dois pesos-pesados Matt Mitrione e Brendan Schaub já demonstravam o que o público presente no Air Canada Center poderia esperar na noite deste sábado. Com um triângulo de mão invertido, Schaub "apagou" o adversário com uma finalização aos 4m06s do primeiro round. Com muita disposição, os dois lutadores começaram o round desferindo muitos cruzados e diretos, mas que insistiam em passar no vazio. Parecendo estar se divertindo em cima do octógono, Mitrione chegou a sorrir em duas oportunidades, quando conseguiu absorver dois duros golpes do oponente. Entretanto, quando Brendan Schaub o derrubou, o sorriso mudou para uma situação de perigo. Schaub, então, encaixou um triângulo de mão invertido, finalizando a luta faltando 54s para o término do assalto já com o adversário “apagado”.

Estrategista, Francis Carmont vence Costa Philippou por decisão unânime


Número sete do ranking oficial dos pesos-médios do Ultimate, o cipriota Costa Philippou decepcionou ao ser derrotado por Francis Carmont por decisão unânime dos juízes (30 a 27, 30 a 27 e 30 26) no UFC 165. Com o resultado, o francês permanece invicto na maior organização de MMA do mundo, agora com seis vitórias. Com Georges St-Pierre no córner, Carmont traçou como estratégia jogar a luta para o chão e, assim, evitar a boa trocação de Philippou. Disciplinado, todos os três rounds do combate se desenrolaram da mesma maneira, com Francis Carmont quedando Costa Philippou com certa facilidade e trabalhando fortemente o ground and pound, castigando o rival com duros socos e cotoveladas no chão. Apenas no início do terceiro round que o cenário parecia não ser o mesmo, com Francis Carmont desferindo bons chutes altos, mas foi apenas impressão, já que logo em seguida ele cinturou e derrubou novamente Philippou para continuar a castigar o adversário no chão. Nada satisfeito com o combate, o presidente do Ultimate, Dana White, fez dura crítica no Twitter:

- Me desculpem, acabei de acordar. Agradeço a Deus por essa luta ter acabado. Decidimos que um close em Chris Weidman seria mais interessante do que o fim da luta.

Khabib Nurmagomedov domina Pat Healy e pede chance pelo cinturão


O russo Khabib Nurmagomedov chegou ainda mais perto da disputa do cinturão dos leves (até 70kg) ao vencer o duro Pat Healy por decisão unânime dos jurados (triplo 30 a 27) após dominar o americano durante três rounds na primeira luta do card principal do UFC 165. Ele agora tem um cartel ainda mais impressionante de 21 vitórias em 21 combates. Nurmagomedov foi melhor na trocação no primeiro round e incomodou Healy com diversos ganchos no queixo e duas ótimas joelhadas voadoras no corpo. O americano, por sua vez, teve dificuldade para achar o adversário. Healy acertou bom cruzado no início do segundo assalto, e o russo partiu para a queda. Healy perseguiu o rival pelo octógono e passou a acertar bem mais golpes. Nurmagomedov quedou no double leg na parte final e soltou cotoveladas por cima. No terceiro, Healy voltou a encaixar bons socos, mas também voltou a ser botado para baixo. Após o americano se levantar, o russo o ergueu, saiu correndo e jogou as costas do rival com força no chão, onde passou a trabalhar com eficiência o ground and pound. Após o resultado oficial, Khabib pediu no microfone do UFC uma chance de disputar o título.



Fonte:Combate

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More