sexta-feira, 29 de maio de 2015

Bethe se diz diferente de Vitor Belfort: "Eu não baixo a cabeça na pressão"

Próxima desafiante ao título peso-galo afirma que cresce nas dificuldades, durante sessão de perguntas e respostas com os fãs antes da pesagem do UFC Goiânia


Que Bethe Correia fala o que pensa, isso já não é novidade. Mas desta vez ela surpreendeu quando questionada se não teme que aconteça com ela a mesma coisa que aconteceu com Vitor Belfort contra Chris Weidman. De acordo com a peso-galo, que enfrenta Ronda Rousey em agosto pelo título da categoria, isso não se repetirá pois ela não baixa a cabeça e não se entrega. A lutadora também declarou que acredita que o Fenômeno sentiu a pressão de lutar pelo título.

Bethe Correia alfineta Belfort em sessão de perguntas e respostas com fãs em Goiânia (Foto: William Lucas / Inovafoto)


- Não tenho medo de nada porque o medo não vem de Deus. Rejeito todo sentimento negativo. O medo vem, mas eu rejeito. O Vitor tem suas qualidades, mas sou diferente dele. Ele tem um estilo diferente do meu de lutar, de condicionamento físico, psicológico, ele é um grande lutador mas não parece comigo. Eu sou uma lutadora que cresce. Não baixo a cabeça na pressão. Não me entrego, não me desespero, penso durante as dificuldades. O que acho que aconteceu com o Vitor é que ele estava em um momento de pressão e perdeu um pouco o rumo do que fazer. Era um título muito importante pra ele. Ele é um grande atleta, mas infelizmente a pressão do cinturão pesou um pouquinho para ele. Mas desejo sorte. Acredito muito em mim, na minha trocação. Se eu explodir para cima da Ronda, e ela vir para cima de mim, vou sobressair. Confio muito no meu potencial - afirmou, durante sessão de perguntas e respostas com os fãs, antes da pesagem do UFC Goiânia.

A lutadora ainda lembrou que, neste domingo, ela completa três anos de MMA profissional e se considera "uma coisa anormal" por já ter chegado a uma disputa de cinturão no Ultimate.

- Domingo fazem três anos de MMA. Sou considerada uma coisa anormal. Acho que nunca existiu isso na história do MMA, até do vale tudo, alguém que em três anos chegue a uma disputa de título na maior organização do mundo. Tenho muito orgulho disso. Fiz em três anos o que alguns não fazem a vida toda. Não foi fácil, mas valeu a pena.


UFC 190
1 de agosto, no Rio de Janeiro
CARD DO EVENTO (até agora):
Peso-galo: Ronda Rousey x Bethe Correia
Peso-meio-pesado: Rogério Minotouro x Mauricio Shogun
Peso-pesado: Rodrigo Minotauro x Stefan Struve
Peso-pesado: Antônio Pezão x Soa Palelei
Peso-meio-pesado: Rafael Feijão x Patrick Cummins
Peso-médio: Vitor Miranda x adversário a ser anunciado





Por:Raphael Marinho/SporTV

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More