quinta-feira, 21 de maio de 2015

Wand vai à Suprema Corte dos EUA contra Comissão Atlética de Nevada

Lutador já conseguiu na justiça americana a suspensão de seu banimento e da multa de US$ 70 mil a que tinha sido condenado por fugir de um teste antidoping em 2014


Wanderlei Silva vai apelar ao mais alto tribunal dos EUA (Foto: Evelyn Rodrigues)

A saga entre Wanderlei Silva e a Comissão Atlética de Nevada continua. Na segunda-feira, a Corte Distrital de Nevada garantiu ao ex-campeão do Pride uma vitória parcial,ao suspender o banimento e a multa impostas pela NAC ao lutador, que foi julgado pelo órgão por fugir de um teste antidoping surpresa antes de seu duelo contra Chael Sonnen, em maio de 2014.


A juíza Kerry Earley, no entanto, não acatou o principal argumento da defesa de Wand, que dizia que, como o brasileiro ainda não estava licenciado pela comissão na época dos fatos, não poderia ter sido submetido a um teste antidoping surpresa.


Embora a juíza tenha ordenado que o caso do "Cachorro Louco" seja novamente analisado pela NAC, segundo o "UFC Tonight", programa oficial de TV do Ultimate nos EUA, Wand e seu advogado, Ross Goodman, acreditam que a NAC não tem autoridade para punir um lutador não licenciado e, por isso, pretendem apelar à Suprema Corte dos EUA, mais alto tribunal do país:


- Nós estamos muito confiantes em nossa posição de que a NAC não pode punir uma pessoa não licenciada. Por um lado estamos felizes porque a juíza entendeu que a NAC violou os direitos do sr. Silva ao impor uma punição arbitrária como o banimento. A corte, no entanto, não focou ou não se posicionou especificamente sobre as disposições legais específicas que estabelecem expressamente que o licenciamento é um pré-requisito antes de o órgão ter jurisdição para punir alguém - disse o advogado de Wand ao programa.





Por:SporTV

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More